ESCOLAS

Oferecemos serviços para as escolas de consultoria em inclusão, com diagnóstico da inclusão e plano de ação. Através de rodas de conversa, grupos de estudo, palestras e discussões, sensibilizamos e mobilizamos a comunidade para atitudes mais inclusivas no dia a dia escolar.

Roda de conversa com educadores

Refletiremos e provocaremos uma discussão a respeito do assunto com os educadores. Toda a conversa é mediada por nós e vamos aproveitamos para pontuar questões essenciais na sensibilização para a cultura inclusiva. Acreditamos que o primeiro passo para uma mudança de cultura é a sensibilização. Precisamos abrir o olhar das pessoas para então dar informação e esta ser absorvida.

Roda de conversa com pais

Embora recorrentemente se afirme que não há dificuldade de aceitação das diferenças entre crianças, que lidam com a deficiência de forma natural, percebemos que, em geral, a cultura inclusiva não é bem trabalhada com as próprias crianças e também com seus pais. Entendemos que seja importante iniciar conversas com as crianças sobre diversidade desde logo. Neste sentido, é importante que escola e família estejam alinhados.

Consultoria para desenvolvimento de estratégias

Este trabalho é desenvolvido em duas etapas. A primeira é de observação do aluno no ambiente escolar – neste momento, um profissional nosso observa o aluno, sua relação com o educador e com os demais colegas de turma. Na segunda etapa, fazemos um encontro com os educadores, onde discutimos novas estratégias e possibilidades de atuação de maneira a facilitar o processo educativo do aluno observado.

Consultoria para elaboração do PDI

Após reunião com o(s) profissional(is) da escola, buscamos conhecer como a escola trabalha o planejamento e acompanhamento da vida escolar de seus alunos de forma que possamos orientar a personalização do PDI para que este atenda à forma singular de trabalhar da escola, levando em consideração seus valores e sistemática.

Consultoria de orientação para os pais/equipe

Sabemos que as crianças com deficiência, em geral, encontram-se sob tratamento de inúmeros profissionais. Acreditamos que seja necessário que todos estejam trabalhando de forma alinhada, visando ao desenvolvimento e bem-estar da criança. O Paratodos, a pedido dos pais, pode fazer a coordenação dos profissionais, de forma que haja uma verdadeira integração e complementação dos trabalhos de todos os profissionais envolvidos no tratamento da criança.

“Sempre dissemos que não há fórmulas nem manuais. Sensibilizamos o professor para que ele se volte para as potencialidades do aluno, e não para sua deficiência. E frisamos que o olhar para a inclusão é um requisito fundamental para quem deseja trabalhar com educação.”
Ciça Melo