Comunicação alternativa

Palestrante mostrando usa apresentação.

Comunicação alternativa

O Paratodos reuniu no sábado, 5 de maio, profissionais interessados em conhecer uma metodologia de comunicação alternativa voltada para pessoas com dificuldade de comunicação. Entre os profissionais havia fonoaudiólogos, psicólogos, médicos e educadores. Sim, temos visto cada vez mais professores envolvidos no processo de inclusão. No grupo também havia vários familiares.

“Levar a possibilidade de se comunicar para uma pessoa é algo maravilhoso.”, disse Flavia Parente, do Movimento Paratodos.

Platéia assistindo a palestra.

A metodologia apresentada se chama PODD (Pragmatic Organization Dynamic Display), tradução oficial Pranchas Dinâmicas com Organização Pragmática, e foi desenvolvida nos anos 1990 por Gayle Porter, uma fonoaudióloga australiana. Tem sido aplicada pelo mundo todo com resultados fantásticos.
Alessandra Buosi é de São Paulo e é uma das poucas fonoaudiólogas que representa o método no Brasil.
“Este método é adequado para todos que têm necessidade complexa de comunicação. Embora eu tenha iniciado o uso com crianças com paralisia cerebral, hoje tenho ficado encantada com resultados com crianças com autismo” – disse a especialista.

logomarcas dos patrocinadores do evento.
admin
patriciamartinsrocha@gmail.com